sábado, 29 de novembro de 2014

DLBom

DLBom

DLBom
Combinação perfeita de estatinas naturais derivadas da levedura do arroz vermelho, Coenzima Q10 e Policosanóis num suplemento inovador e seguro, contributos activos para a redução de colesterol, ajudando na prevenção e combate de doenças cardiovasculares.Ingredientes:

Óleo Vegetal; Monascus purpureus, Levedura de Arroz Vermelho (mínimo 3% de Lovastina - Monacolina K) 38,31%; Cápsula: Gelatina; Coenzima Q10 2,82%; Extracto Seco de Saccharum officinarum, Cana-de-Açúcar (Mínimo de 60% de Policosanóis) 1,13%; Anti-Oxidante: Mistura de Tocoferois de Origem Natural.


Modo de tomar:

– Tomar 1 cápsula às duas principais refeições. Em caso de maior necessidade tomar 2 cápsulas às duas principais refeições.


Principais Indicações:

– A monocolina K da levedura de arroz vermelho contribui para a manutenção de níveis normais de colesterol no sangue.


Ingredientes




Levedura de arroz vermelho - Monascus purpureus

Levedura de arroz vermelho
A Levedura de Arroz Vermelho (Monascus purpureus), é um produto fermentado de arroz usado desde há séculos na cozinha chinesa bem como alimento medicinal para promover "a circulação do sangue".


Nos países asiáticos, a Levedura de Arroz Vermelho é um alimento básico, usado para fazer vinho de arroz, como agente aromatizante, e como conservante da cor e sabor do peixe e da carne.

Dependendo das estirpes de Monascus utilizados e das condições de fermentação, os produtos podem conter policetidos chamados monacolinas, que são metabolitos secundários produzidos durante a fermentação.

As propriedades medicinais da Levedura de Arroz Vermelho tem tido um impacto favorável nos perfis lipídicos de doentes hipercolesterolémicos.

Mecanismos de AcçãoEstas ações estão ligadas a mecanismos de restrição da produção hepática de colesterol.

Os seus ativos são quimicamente semelhantes aos componentes usados na farmacêutica química como controladores do colesterol, como por exemplo a lovastatina.

Não é também de esquecer a constituição lipídica deste extrato - ácidos gordos insaturados - que só por si atuam beneficamente na diminuição dos níveis de triglicerideos.

Ao ajudar na diminuição das concentrações de colesterol, este extrato pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares e consequentes complicações daí resultantes.

Alegação de SaúdeEm 2011, a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) divulgou um parecer científico sobre o consumo de arroz vermelho fermentado. Um painel de especialistas europeus pronunciou-se acerca da espécie Monascus purpureus, mais propriamente, do ativo monacolina K.

Segundo a EFSA, e tendo em conta considerações feitas sobre o colesterol/coração e os estudos científicos, o consumo recomendado para um efeito benéfico de monacolina K proveniente do arroz vermelho fermentado é de 10 mg/ dia.

Alegação de saúde autorizada:
“A monacolina k do arroz vermelho fermentado contribui para a manutenção de níveis normais de colesterol no sangue"
(Alegação de Saúde aprovadas em Regulamento EU No 432/2012 da Comissão de 16 de Maio)

Cana-de-açúcar - Saccharum officinarum

Cana-de-açúcar
Da cera da cana-de-açúcar podemos isolar e purificar uma mistura de álcoois primários alifáticos de cadeia longa a que damos o nome genérico de policosanóis.


A acção terapêutica do policosanol resulta da acção combinada dos vários álcoois que o compôem.
Entre as suas actividades biológicas salientam-se:
Atividade Anti-hipercolesterolémica :
- Reduz os níveis plasmáticos de CT
- Reduz os níveis plasmáticos de LDL-C (colesterol "mau")
- Aumenta os níveis de HDL-C (colesterol "bom")
- Reduz o ratio LDL-C / HDL-C
Atividade Anti-agregante plaquetar:- Existem vários estudos que demonstram que o policosanol inibe a agregação plaquetar em animais e humanos.
- Previne a oxidação das partículas de LDL-C
- Estudos recentes apontam para uma diminuição da pressão arterial sistólica e
diastólica

Portanto, estamos perante propriedades com acção directa na diminuição do risco associado a doenças cardiovasculares e garantindo ao mesmo tempo uma elevada segurança e tolerabilidade.

Coenzima Q10

Coenzima Q10
A presença da Co-Enzima Q10 é essencial para todas as formas de vida. Contudo, o envelhecimento, os fármacos para combater o colesterol, o exercício físico intenso e o hipertiroidismo provocam a diminuição significativa dos níveis de Q10 no organismo. Por outro lado, os alimentos mais ricos em Q10 apenas nos fornecem pequeníssimas quantidades deste importante nutriente.


Por estes motivos tem-se posto a hipótese de a Co-Enzima Q10 poder ser utilizada quer como nutriente com acção preventiva ou até mesmo terapêutica para algumas doenças, sendo que a suplementação é a melhor maneira de aumentar os níveis de Co-Enzima Q10.

Sabe-se que a Co-Enzima Q10 está muito concentrada no músculo cardíaco, devido às grandes exigências energéticas das suas células. Especificamente, a insuficiência cardíaca congestiva tem sido associada a níveis muito baixos de Co-Enzima Q10 no sangue e nos tecidos. Esta deficiência em Co-Enzima Q10 pode ser um factor etiológico primário, nalguns tipos de disfunção do músculo cardíaco ou, secundário, noutros.

A suplementação com Co-Enzima Q10 demonstrou reduzir a dor cardíaca e a arritmia, bem como aumentar a probabilidade de sobrevivência, no período imediatamente após a ocorrência de um enfarte. A Co-Enzima Q10 reveste-se também de uma grande importância para todos os que tomam medicamentos para baixar o colesterol.

O cérebro e o sistema nervoso são extremamente propensos a sofrerem danos oxidativos, pensado-se que uma fraca protecção antioxidante é uma das principais razões que estão por detrás do aparecimento das doenças neurodegenerativas.

Num estudo efectuado com pacientes com esclerose múltipla, concluiu-se que estes pacientes mostravam sinais de stresse oxidativo grave. Esta é uma doença cujo progresso pode ser inibido através de uma terapia à base de antioxidantes, incluindo Co-Enzima Q10. A doença de Parkinson é outra doença degenerativa neurológica crónica que implica uma progressiva deterioração e subsequente morte dos neurónios.

A suplementação com Co-Enzima Q10 demonstrou proteger o organismo contra uma neurotoxina, que é inibidora dos processos eléctricos que ocorrem no cérebro. Um dos estudos mais importantes nesta área demonstrou que os doentes que fizeram a dosagem mais elevada de Co-Enzima Q10 (1200 mg/dia) sentiram uma redução de 44% no declínio das suas actividades mentais e motoras.

.. (Monacolina K - Lovastatina)

. (Policosanóis)





sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Venogel

Venogel

Refresca as pernas e elimina o peso e a fadiga, tornando-se um auxiliar eficaz no cuidado e regeneração da pele ajudando a combater a má circulação.Um gel à base de plantas e ervas famosas pelas propriedades benéficas na circulação venosa. Concebido para activar a circulação das pernas cansadas ou com tendência para a formação de varizes





Comprar

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Linigel Banho

Linigel Banho

Linigel Banho
Produto desenvolvido para aliviar, limpar, relaxar e refrescar todo o Organismo.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Linigel

Linigel

Linigel
Linimento balsâmico em gel, proporciona uma acção notável no alivio imediato dos sintomas dolorosos provocados por contusões, entorses, luxações, nas diversas dores reumatismais e em todo o tipo de dores localizadas. Aplicar até total absorção.Gel para aplicação tópica. Aplicar localmente massajando suavemente até total absorção. Não mancha a roupa.





INGREDIENTES






Aloé Vera - Aloe vera

Aloé Vera
Os seus principais componentes incluem antroquinonas (aloína, aloe-emodina), taninos, polissacarídeos, aloectina B, vitaminas e minerais, dos quais se destacam o selénio, o zinco e o crómio.


Possui afamadas propriedades anti-inflamatórias e aceleradoras a regeneração e reconstrução dos tecidos, bem como propriedades emolientes, e coleréticas (extimula a sercreção de bílis).



A sua elevada capacidade de penetração nos tecidos possibilita o transporte dos componentes necessários à saúde celular e a sua difusão/fixação.



Estimula a circulação do sangue, permite tornar mais rápida a eliminação das células mortas, estimulando o crescimento e diferenciação das células novas, o que provoca a reconstituição dos tecidos e a cicatrização.



Além disto, desenvolve uma película protectora que impede a proliferação de bactérias nocivas à saúde.

Alfazema (Lavanda) - Lavandula stoechas


Zimbro - Juniperus communis


Cânfora - Cinnamomum camphora

Cânfora










Cipreste italiano - Cupressus sempervirens

Cipreste italiano









Pinheiro bravo - Pinus sylvestris

Pinheiro bravo
Os efeitos expectorantes, fluidificantes anti-sépticos e activadores da circulação sanguínea periférica devem-se ao óleo essencial, que actua assim de forma directa, ou seja, ao actuar nas vias respiratórias estimula as mucosas dando lugar a uma acção expectorante.





Eucalipto - Eucalyptus

EucaliptoGrande aliado no combate das afecções respiratórias, nomeadamente do catarro brônquico. Possui uma acção expectorante, elimina os mucos mais resistentes depositados nos pulmões. Igualmente importante no auxílio às doenças reumáticas e como activador da circulação. Possui ainda propriedades muito benéficas em situações de gripes e constipações pela acção sobre o sistema respiratório.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Aloé Vera Gel

Aloé Vera Gel

Aloé Vera Gel
Gel com 94% de Aloé Vera, sem álcool nem parabenos, de acção reparadora, calmante e hidratante, ideal para peles sensibilizadas ou danificadas, queimaduras ligeiras, picadas de insectos, controlo e prevenção de dermatites, psoríase e outras afecções.
O Aloé Vera é reputado pelos seus inúmeros princípios activos e propriedades terapêuticas, para além de um vasto número de sais orgânicos, enzimas e aminoácidos, que proporcionam propriedades hidratantes, calmantes e regeneradoras incomparáveis.


Obtido directamente de folhas trituradas de Aloe Vera para manter intacta a sua pureza natural, o gel de Aloe Vera Biovip, sem parabenos, nutre e suaviza perfeitamente a pele, ajudando-a a recuperar o seu equilíbrio natural.



É especialmente indicado para pele sensibilizada ou após agressões externas (como depilação ou exposição solar intensa) pois alivia a inflamação e acalma a dor, refrescando e reparando em profundidade .



A embalagem em vácuo permite que o Aloe Vera mantenha a máxima frescura e qualidade como se cada pulsação fosse directamente da planta.



Modo de aplicação:

Aplicar com massagens suaves sobre a pele perfeitamente limpa.


Apresentação:

Gel em frasco de vácuo de 100 ml.

INGREDIENTES

Aloé Vera - Aloe vera


Aloé VeraOs seus principais componentes incluem antroquinonas (aloína, aloe-emodina), taninos, polissacarídeos, aloectina B, vitaminas e minerais, dos quais se destacam o selénio, o zinco e o crómio.


Possui afamadas propriedades anti-inflamatórias e aceleradoras a regeneração e reconstrução dos tecidos, bem como propriedades emolientes, e coleréticas (extimula a sercreção de bílis).



A sua elevada capacidade de penetração nos tecidos possibilita o transporte dos componentes necessários à saúde celular e a sua difusão/fixação.



Estimula a circulação do sangue, permite tornar mais rápida a eliminação das células mortas, estimulando o crescimento e diferenciação das células novas, o que provoca a reconstituição dos tecidos e a cicatrização.



Além disto, desenvolve uma película protectora que impede a proliferação de bactérias nocivas à saúde.

Comprar

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Imunogripe


Imunogripe

ImunogripeResultado da investigação mais recente, combina ingredientes ímpares no reforço do sistema imunitário, comprovadamente eficazes na ajuda ao combate de gripes e constipações de origem sazonal bem como de outras infecções virais e bacterianas.






INGREDIENTES

Equinácea - Echinacea purpurea

EquináceaEsta planta é muito apreciada pela sua acção imuno-estimulante.
Uma fracção de um seu polissacarídeo potenciam a fagocitose – fenómeno responsável pela captura e eliminação de micro-organismos invasores do corpo humano, levado a cabo pelos glóbulos brancos macrófagos.

Além disso, a equinácea aumenta as níveis de alfa, beta e gama-globulinas, constituintes dos anticorpos, tão necessários no combate de inúmeras doenças.

Investigações clínicas com princípios activos da equinácea demonstraram a sua eficácia na prevenção e auxílio ao tratamento de gripes e constipações. Já que é marcante a sua capacidade de estimular a produção de vários mediadores químicos de imunidade, mas especialmente a do interferon, que se liga a superfícies celulares estimulando a síntese de proteínas que impedem a infecção viral. 

Também contém um antioxidante que radicais livres, sempre prejudiciais a uma longa vida das células, nomeadamente das membranas, pois inibe a lipoxigenase.

Possíveis interacções com medicamentos:
Imunosupressores (ex. ciclosporina) - Pode contrariar o efeito imunossupressor. Não tome equinácea em situações de pós-transplante, excepto se prescrita pelo médico. No caso de fármacos cuja acção imunosupressora seja um efeito secundário (ex. quimioterapia) a acção imuno-estimulante da equinácea pode ser bastante benéfica mas deve ser feita sob vigilância médica.
Anestesias cirúrgicas - Apesar de não haver estudos conclusivos recomenda-se a suspensão de equinácea imediatamente antes da sujeição anestesia cirúrgica.

ATENÇÃO:
Se estiver sob prescrição de antibióticos ou outros medicamentos contra infecções não deixe de os tomar - tome suplementação de equinácea como complemento e não como substituto desses fármacos.
Pessoas com doenças auto-imunes devem fazer suplementação de equinácea sob vigilância médica.
Consulte o seu médico no caso de situações infecciosas que não melhoram com suplementação de equinácea em poucos dias ou no caso de agravamento de sintomas.
Para infecções progressivas (ex. tuberculose) a equinácea pode não ser eficaz.
Apesar de muito raros e geralmente suves, existem casos de alergia à equinácea. Esteja atento a possíveis reacções.



Reishi - Ganoderma lucidum

ReishiO cogumelo Reishi ou Ganoderma lucidum é utilizado tradicionalmente na medicina chinesa há várias centenas de anos. A sua utilização proporciona um efeito revitalizante excepcional, tonificando o organismo de forma geral. Tradicionalmente é recomendado em períodos de fadigacansaço ou outras situações associadas a debilidades do organismo. Existe evidência da sua utilização ao nível do efeito imunomodelador.

Os Investigadores identificaram 3 componentes específicos que são essenciais
à potente acção antioxidante e anti-envelhecimento do Reishi:

1Polissacarídeos (açúcares ligados entre si formando longas cadeias) - Responsáveis pela acção imonunodeladora ao nível dos sistema imunitário.
2. Triterpenos – Protectores hepáticos; Reconhecido efeito hipocolesterolémico e da redução da pressão sanguínea, com efectiva ajuda na prevenção da aterosclerose e logo redução de possíveis problemas cardiovasculares. Ajuda ainda nas respostas alérgicas relacionadas com a histamina.
3. Peptídeos – Forma proteínas especificas do Reishi com forte potência antioxidante.

• Os β-D-Glucanos são os responsáveis pela actividade imunomodeladora, devido à afinidade com os receptores existentes nos neutrófilos, monócitos, linfócitos T, interleucina-1 e aniões superóxido.
• Graças à acção destes polissacáridos, o Reishi ajuda a prevenir infecções, potencializando a resposta imunitária, mas também consegue reduzir a superactividade de uma resposta imunitária em condições como as alergias, asma ou problemas de autoimunidade. Há um balanceamento correcto necessário para um sistema imunitário saudável.

Própolis

PrópolisO Propólis é um agente anti-séptico poderoso, iniciando as próprias defesas do organismo de forma a inibir a expansão de uma potencial doença não desejada, já que estimula a glândula do timo, reforçando a actuação do sistema imunitário. Tem também uma acção muito importante na limpeza da corrente sanguínea, sobre bactérias invasoras, parasitas de origem em fungos além de reduzir significativamente os sintomas resultantes de acções de toxinas ambientais ou alimentares. Esta acção parece estar ligada ao fortalecimento das paredes das membranas das células, locais potenciai de entrada de substâncias invasoras – acção antioxidante. As suas capacidades devem-se à riqueza da sua constituição nomeadamente: flavonóides, vitaminas do complexo B assim como uma série de minerais que o tornam como um dos mais poderosos antibióticos naturais. O Própolis é uma substância resinosa que se encontra nas folhas dos botões e troncos de muitas árvores vulgares, é retirada pelas abelhas que utilizam as suas enzimas transformando-as em conjunto com o pólen

Tomilho - Thymus vulgaris

TomilhoEsta planta apresenta várias aplicações terapêuticas, devido à sua grande riqueza em princípios activos. Com efeito, o tomilho contém substâncias bastante activas, de entre as quais se salientam dois fenóis: o timol e o carvacrol que actuando em sinergia, conferem propriedades anti-sépticas e anti-espasmódicas caracterizadas por serem 25 vezes mais fortes do que o fenol, e como é menos solúvel que este em água, causa menos danos nos diferentes tecidos. Toda a constituição rica em óleo essencial é responsável pelo efeito expectorante nomeadamente em situações de catarro das vias respiratórias superiores, causada por uma acção reflexa do estômago e por uma acção directa na mucosa bronquial de forma a haver uma maior excreção de substâncias e transporte pelos cílios das células da área bronquial. A sua constituição extremamente rica, onde podemos ainda incluir vitaminas do complexo B, Vitamina C, Manganésio entre outros minerais é um contributo muito importante para outras acções de relevo no nosso organismo, como o combate contra invasões bacterianas ou de fungos e até um efeito anti-inflamatório

Vitamina D

Vitamina DEsta vitamina assegura a utilização correcta do cálcio e do fósforo necessários para o fortalecimento e saúde dos ossos. O organismo obtém a vitamina D3 através da alimentação ou graças à produção por indução da luz solar. Este facto torna algo problemática a manutenção das quantidades desta vitamina no organismo uma vez que a poluição tem provocado alterações na qualidade da luz solar, que se reflecte na quantidade de luz que o organismo pode utilizar para a produção da vitamina D

Zinco

ZincoO zinco actua como um “polícia”, dirigindo e vigiando o trânsito eficiente dos processos orgânicos, do sistema de enzimas e a manutenção das células. Importante para as funções relacionadas com sangue e para a manutenção do equilíbrio ácido-base do organismo. Indispensável na síntese de algumas enzimas, tem um papel importante na nutrição, exerce uma acção benéfica na hipófise e é um activador das glândulas endócrinas. Promove a regeneração das células e em sinergia com outros componentes com acção antioxidante

Sabugueiro - Sambucus nigra

SabugueiroA planta é fortemente sudorífica tendo igualmente efeitos benéficos no combate a infecção da boca e faringe. O extracto aquoso das flores estimula a diurese e o acréscimo de excreção de sódio, factos comprovados em diversos testes clínicos. É igualmente anti-inflamatória.





Vitamina C

Vitamina CVitamina hidrossolúvel, desempenha um papel fundamental na formação do colagénio que é importante para o crescimento e regeneração das células, gengivas, vasos sanguíneos, ossos e dentes. Facilita a absorção de ferro pelo organismo mas esgota-se rapidamente em situações de stress.

O que esta vitamina pode fazer por si: contribuiu ao reduzir o nível de colesterol no sangue; previne um grande número de infecções virais e bacterianas, aumentando globalmente o sistema imunitário, protege contra os agentes cancerígenos, actua como laxante natural, diminui o risco de tromboses venosas, previne a constipação vulgar, prolonga a vida ao permitir a coesão das proteínas celulares, aumenta a absorção de ferro inorgânico, neutraliza o efeito de certas substâncias causadoras de alergias.

A vitamina C natural da baga de roseira brava contém bioflavonóides, formando o complexo C completo o que a torna mais eficaz e sem efeitos secundários, por exemplo, ao nível do estômago. O aparecimento da vitamina C sob a forma de Ester C (Ascorbato de cálcio), traz uma grande esperança ao nível de complementos diários de vitamina C, pois oferece todas as vantagens das actuais formas de vitamina C e ainda acrescenta uma nova série delas. O Ester C possui um pH neutro, nem ácido nem básico. Torna-se portanto uma forma agradável de tomar vitamina C, principalmente para aqueles que possuem um sistema digestivo sensível.

Todos sabemos quanto é importante a absorção de cálcio para a saúde do nosso organismo, mas para que tal aconteça, o cálcio necessita de se ligar a uma molécula orgânica como o ácido ascórbico. Assim sendo, o organismo absorve mais rapidamente o Ester C e retém-no em maiores quantidades do que qualquer outra forma de vitamina C.



domingo, 23 de novembro de 2014

Creme Nutri-Reparador Células Estaminais

"Creme Nutri-Reparador Células Estaminais

Creme Nutri-Reparador Células EstaminaisCreme facial nutritivo e reparador da pele, com ácido hialurónico, colagénio, vit. E e rico em células estaminais vegetais. Melhora capacidade de renovação da pele, protegendo-a dos danos causados pela oxidação celular e retardando o processo de envelhecimento. SPF 6.As células estaminais são células não especializadas, que se renovam através da divisão celular, durante um período indefinido de tempo, e que podem transformar-se em células especializadas de vários tecidos do organismo.

Graças a esta propriedade, as células estaminais têm a capacidade de substituir células mortas ou que já não funcionam. 

Comprar

sábado, 22 de novembro de 2014

Laranjus Ampolas

Laranjus Ampolas

Laranjus Ampolas


À base de equinácea, tomilho, alcaçuz, limão, pinheiro, folhas de eucalipto e vitamina C conferem a este suplemento, de imediata absorção pelo organismo, propriedades anti-inflamtórias e imunoestimulantes.COMPOSIÇÃO: 
Equinácea - 750mg, tomilho - 660mg, alcaçuz - 600mg, limão - 600mg, pinheiro silvestre - 420mg, eucalipto - 420mg, vitamina C - 300mg. 

COMO TOMAR:
Administração por via oral. Tomar 1 ampola às três principais refeições 

APRESENTAÇÃO: 
Embalagem com 20 ampolas bebíveis de 10ml. 

CONTRA - INDICAÇÕES: 
Não há contra – indicações específicas, a não ser em casos de hipersensibilidade a algum dos componentes.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Multivitamínico

Multivitamínico

Multivitamínico
Complexo multivitamínico, composto pelas vitaminas: PP, A, C, D, E, B1, B2, B6 e B12, responsáveis pelo aumento da resistência do nosso organismo às mais diversas situações(gripes, infecções, lesões, etc.).

MODO DE TOMAR: 
Tomar 1 medida (10 ml) por dia, de preferência junto à refeição da manhã (pequeno almoço). 

APRESENTAÇÃO: 
Solução oral em frasco de plástico branco de 300 ml com tampa inviolável e copo doseador.